Big Brother

Não sabia explicar aquela estranha sensação. Sempre caminhou por aquelas ruas, e nunca houve nada de especial. Parou, olhou para trás e nada. Continuou caminhando. Tentou disfarçar serenidade e tentar descobrir o que se passava. Entrou em um prédio qualquer para tentar fugir do que ou quem o perseguia. Ficou ali por quase duas dezenas de minutos sem resultado. Aquele incômodo ficava cada vez mais forte. Perturbado, desabafou com seus botões: Tenho quase certeza de que alguém ou algo está me observando... Não, impossível. É muita pretensão minha...

ZeRo S/A



Escrito por ZeRo S/A às 00h11
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Sudeste, GUARULHOS, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English
MSN - jrosasil@yahoo.com.br



Histórico
    Votação
    Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
    BIZARRO DESLUMBRE
    Zero S/A Letraouvida
    Feita Em Versos
    Moacir Caetano
    Papirus
    Rasuras Sobreviventes
    Colcha de Retalhos
    Retalhos e Pensamentos
    Ramon
    Escúchame Porra!
    Giramundo, Gira Eu, Girassol
    Marcelo Brettas
    Rima Como Matéria-Prima
    O Muro
    Ensaios do Eu
    Poetas de Guarulhos
    Microcontos - Blog Público